domingo, 15 de agosto de 2010

O vermelho não convence


Festejei ainda à pouco o primeiro golo da temporada. Logo com um golaço do Laionel (Académica) e ao Benfica.
Não sei bem porquê mas sempre tive um ódiozinho de estimação por equipas trajadas de vermelho. Não sei se lhes ficam mal os calções ou a camisola mas mete-me alguma confusão torcer por alguém que vista vermelho.
Com clara excepção ao Manchester United não porque sou daqueles que gostaram da equipa desde que o Ronaldo foi para lá, não porque foi agora o Bebé, mas sim porque desde que ouvi aquele matulão do meio campo, o Roy Keane a dizer que não se arrependia da lesão que provocou a um adversário que teve de abandonar a carreira pois foi uma vingança pois anteriormente esse jogador tinha-lhe feito uma lesão que lhe custou uma época. Desde esse dia, quando eu ainda era um catraio (já devem ter passado uns 10 anos) que fiquei fã do jogador (pelo que ele disse porque em jogos quase nunca o vi) e com uma certa admiração pelo clube.

2 comentários:

Filipe Fumega disse...

foram só 7 anos e não 10!!! Mas evidentemente que o Roy Keane era um jogador doutro mundo como ele hoje só há o gatuso...

Luís André Costa disse...

Pois, devem ter sido os 7 anos. Não sei quando foi, mas como já passou muito tempo foi aí uns 10 anos.